Ao contrário de algumas tecnologias como: a lâmpada ou o telefone, a Internet não tem um “inventor”. Ela tem evoluído ao longo do tempo. Apesar disso, pouca gente sabe ou se pergunta como surgiu a internet, quando e quem inventou – é o que falaremos aqui neste texto.

A Internet teve o surgiu nos Estados Unidos a mais de 50 anos atrás, como uma arma do governo para a Guerra Fria. Durante anos, cientistas e pesquisadores a usaram para se comunicar e compartilhar dados entre si. Hoje, usamos a Internet para quase tudo, e para muitas pessoas, seria impossível imaginar a vida sem ela.

Leia também:

Quando surgiu a internet

Como surgiu a internet

Em 4 de outubro de 1957, a União Soviética lançou o primeiro satélite artificial do mundo em órbita. O satélite, conhecido como Sputnik. Diante desse fato, para muitos americanos, o Sputnik era uma prova de algo alarmante: enquanto os cientistas e engenheiros mais brilhantes dos Estados Unidos estavam projetando carros maiores e melhores aparelhos de televisão, os soviéticos pareciam estar muito além de tudo isso.

Após o lançamento do Sputnik, os americanos começaram a pensar mais seriamente sobre ciência e tecnologia. Escolas adicionaram cursos sobre temas como química, física e cálculo. Corporações investiram na investigação científica e desenvolvimento. E o próprio governo federal formou novas agências, como a Aeronautics and Space Administration (NASA).

Cientistas e especialistas militares estavam especialmente preocupados com o que poderia acontecer no caso de um ataque soviético no sistema de telefonia do país. Com apenas um míssil poderia se destruir toda a rede de cabos e fios que era responsável por uma comunicação eficiente de longa distância.

Quem criou a internet

Em 1962, um cientista do MIT e ARPA chamado Licklider propôs uma solução para este problema: uma “rede galáctica” de computadores que poderiam falar um com o outro. Essa rede permitiria que os líderes do governo tivessem uma comunicação, mesmo que os soviéticos viessem a destruir o sistema de telefonia.

Em 1965, outro cientista do MIT desenvolveu uma forma de enviar informações de um computador para outro, que ele chamou de “comutação de pacotes”. A comutação de pacotes de dados divide-se em blocos, ou pacotes, antes de enviá-lo ao seu destino. Dessa forma, cada pacote pode tomar seu próprio caminho de lugar para lugar. Sem comutação de pacotes, a rede do governo conhecida como a ARPANET, teria sido tão vulnerável a ataques inimigos como o sistema de telefone.

Até o final de 1969, apenas quatro computadores estavam ligados à ARPANET, mas a rede cresceu de forma constante durante os anos 1970. Com esse crescimento tornou-se mais difícil integrar tudo.

Até o final da década de 1970, um cientista da computação chamado Vinton Cerf tinha começado a resolver este problema através do desenvolvimento de uma maneira em que todos os computadores de todas as mini redes do mundo se comunicassem uns com os outros. Ele chamou sua invenção de “Transmission Control Protocol”, ou TCP. Mais tarde, ele acrescentou um protocolo adicional, conhecido como “Protocolo de Internet”. O acrônimo que usamos para o que é hoje o TCP / IP.

O protocolo de Cerf transformou a Internet em uma rede mundial. Ao longo da década de 1980, pesquisadores e cientistas o utilizaram para enviar arquivos e dados de um computador para outro. No entanto, em 1991, a Internet mudou novamente. Naquele ano, um programador da Suíça chamado Tim Berners-Lee introduziu o World Wide Web: uma Internet que não era simplesmente uma maneira de enviar arquivos de um lugar para outro, mas era em si uma “teia” de informações que qualquer pessoa na Internet pode acessar. Berners-Lee criou a Internet que conhecemos hoje.

Evolução com o tempo

Quem criou a internet

Desde então, a Internet mudou de muitas maneiras. Em 1992, um grupo de estudantes e pesquisadores da Universidade de Illinois desenvolveu um browser sofisticado que eles chamaram Mosaic, que mais tarde se tornou Netscape. Mosaic ofereceu uma maneira fácil de pesquisar na Web: era permitido que os usuários vissem palavras e imagens na mesma página pela primeira vez e navegavam usando barras de rolagem e links clicáveis.

Nesse mesmo ano, o Congresso decidiu que a Web poderia ser usada para fins comerciais. Como resultado, empresas de todos os tipos se apressaram para criação de seus próprios sites, e os empresários de e-commerce começaram a usar a Internet para vender produtos diretamente aos clientes. Mais recentemente, sites de redes sociais como o Facebook se tornaram uma forma popular para pessoas de todas as idades ficarem conectadas.

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

2 − um =