A Motorola mostrou para os consumidores que não entrou no mercado para brincar por posições intermediárias. Com o Moto G, Moto X e o mais novo Moto Maxx, a companhia deixou claro que almeja alcançar o topo da preferência de todos os usuários.

O símbolo de seu sucesso nessa nova empreitada é o Moto G, smartphone intermediário e o aparelho mais vendido na história da empresa. Em sua segunda geração, vamos conhecer mais detalhes desse aparelho a partir de agora.

Leitura Relacionada:

Vamos descobrir se o celular Moto G é bom:

Especificações técnicas

  • Sistema operacional: Android 4.4.4 (KitKat)
  • Tela: 5 polegadas (IPS LCD)
  • Resolução da tela: 1280×720 (HD)
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 400
  • CPU: quad-core de 1,2 GHz
  • GPU: Adreno 305
  • Memória RAM: 1 GB
  • Armazenamento interno: 8 GB ou 16 GB
  • Conectividade: WiFi b/g/n, WiFi Direct, 3G, GPS/A-GPS, Bluetooth 4.0
  • Câmera traseira: 8 megapixels
  • Câmera frontal: 2 megapixels
  • Bateria: 2.070 mAh
  • Dimensões: 14,15 cm (altura) x 7,07 cm (largura)
  • Espessura: 1,09 cm
  • Peso: 140 gramas
  • Preço oficial: R$ 749 (8 GB sem TV) e R$ 849 (16 GB com TV)Moto G Review - Cores

    Moto G e Novo Moto G: o que mudou?

    Apesar de ser uma segunda geração da linha de smartphones da companhia, o Novo Moto G não tem muitas diferenças em relação ao seu antecessor. Isso fica bastante claro se observarmos o processador, GPU e memória RAM, mostrando que a Motorola preferiu não investir muito no hardware de seu novo aparelho.

    No entanto, também houve mudanças significativas: a tela passou de 4,5” para 5”; dois alto-falantes compõe a parte frontal do smartphone; as câmeras passaram de 5 MP (traseira) e 1,3 MP (frontal) para 8 MP e 2 MP; e a possibilidade de expandir o armazenamento com o uso de cartões de memória.Novo moto G x Moto G antigo - review

    Design e desempenho

    O review do Moto G em relação ao seu design nos permite concluir que o aparelho também não mudou muito em relação ao seu antecessor. A “essência” manteve-se a mesma, com algumas mudanças na parte frontal para acomodar o display maior e os dois alto-falantes. Porém, estas observações não o desfavorece de modo algum. O Novo Moto G é um smartphone bastante bonito e com um acabamento muito bem feito.

    O desempenho do celular Moto G é bom, cumprindo todos as necessidades dos usuários. Mesmo sendo considerado intermediário, ele consegue rodar com tranquilidade a maioria dos jogos e aplicativos disponíveis na Google Play. Porém, vale ressaltar que alguns apps mais pesados podem travar um pouco nesse smartphone.Moto G Review - Alto Falantes

    Som, câmera e bateria

    Incorporar dois alto-falantes na parte frontal do Novo Moto G foi uma ótima jogada da Motorola. Além de destacá-lo na aparência, essa construção oferece uma ótima experiência sonora. Já o aprimoramento da câmera também foi muito bem recebido pelos consumidores.

    Mesmo não oferecendo uma qualidade definitiva para os amantes da fotografia, o Novo Moto G consegue fazer boas fotos, mas peca em alguns aspectos, como em captura de imagens noturnas ou em movimento. Além disso, a bateria ainda não é removível e manteve a mesma capacidade de carga da versão anterior (2.070 mAh), algo que o faz durar o dia inteiro sob uso moderado.Celular Moto G é bom - Review

    Vale a pena?

    Sejamos categóricos: se você já tem o Moto G e está pensando em adquirir o Novo Moto G, essa pode não ser uma boa ideia. Depois do nosso Moto G Review, conclui-se que a segunda geração da linha trouxe melhorias interessantes, mas pecou em não mudar em alguns aspectos importantes. Porém, se você ainda não possui um smartphone, esse dispositivo com certeza é uma das melhores opções disponíveis no mercado.

    Portanto, vale a pena!