Segundo a GSMA, o Brasil tem a segunda maior taxa de roubos de celulares no mundo. São mais de 1 milhão de dispositivos roubados por ano. O prejuízo na perda de um celular é material e também pode ser traumático quando se leva em conta a quantidade de dados e informações contidas no aparelho.

Muitos celulares vão parar em feiras clandestinas onde são vendidos sem nenhuma comprovação de procedência e como boa parte das vítimas não registra queixa, é difícil comprovar que a mercadoria é roubada. Dos casos de roubo no país, 17% são de celulares.

Não importa o lugar, seja em estabelecimentos fechados, festas, transporte público, no trânsito, nas ruas, as pessoas são vítimas de assalto. Em geral, os criminosos preferem as pessoas que parecem estar distraídas e desatentas em relação ao aparelho. É recomendável não deixar o aparelho em exposição como em cima de mesas de bares e lanchonetes, evitar colocá-lo no bolso de trás da calça enquanto anda na rua e guardá-lo sempre com segurança.

celular furtado

 

Para que senhas confidenciais, lista de contatos e outras informações pessoais não sejam usadas por terceiros, no caso de roubo a primeira coisa a fazer é bloquear a linha do telefone. É importante acionar o bloqueio da tela do celular por senha, não guardar mensagens com dados pessoais, não colocar parentesco nos contatos salvos na agenda, sempre desconectar das redes sociais mesmo que no próximo acesso tenha que digitar novamente a senha, fazer back-up dos arquivos, criptografar seus dados para inibir inclusive o acesso de hackers.

Para quem possui iPhone há o recurso de localização remota, o qual é possível fazer uma busca do aparelho e descobrir onde ele se encontra. E também há a opção de apagar todos os dados do aparelho remotamente, caso o objeto não esteja em seu poder. Para o outro sistema, outros serviços são oferecidos, como é o caso do antivírus para android da PSafe que vem com a função antifurto, nele há funcionalidades para proteger os dados e a busca do aparelho através do GPS.

Outras precauções são fundamentais para proteger os seus dados de invasões criminosas. A primeira delas é baixar o antivírus para que o aparelho fique mais seguro.  É possível identificar alguma alteração no sistema apenas ao perceber anormalidades como lentidão, pop-ups invasivas, ligações feitas involuntariamente, podem significar a presença de algum vírus. Tome cuidado com as redes de Wi-fi que acessa, em alguns lugares hackers podem monitorar suas atividades.  Controle as permissões de acesso dos seus aplicativos e verifique a confiabilidade na hora de baixar um novo aplicativo

Artigo desenvolvido por Henrique Vieira.

.