Atualmente, no mercado existem dois tipos: os estáticos e os dinâmicos.

Os roteadores estáticos requerem configurações manuais e pré-definidas pelo usuário.

No roteamento dinâmico sempre que o modem for reiniciado, um número IP será fornecido, por isso dificilmente a conexão de dados sofrerá interrupções. Além de evitar ataques e acessos que prejudiquem o sistema.

Hoje em dia um roteador já é considerado um item de necessidade em todas as casas.

Na hora de comprar um roteador deve-se levar em conta a quantidade de dispositivos que formarão a conexão, o número de dispositivos deve ser proporcional ao número de portas disponíveis no mesmo.

 

O que levar em conta na hora de comprar roteadores:

  • Número de portas: No mercado os modelos padrões vêm com quatro portas, que são os modelos voltados para uso domiciliar. Podem ser expandidos através de equipamentos repetidores de sinais como Hub(s), Switch(s) ou patch panels.
  • Antenas (potência):Quanto maior o número de antenas à mostra, maior a qualidade de transmissão e , o alcance do sinal depende da potência que é medida em dBi. É importante lembrar que os roteadores foram feitos para funcionar perfeitamente em espaços abertos, e quanto maior a distância da localização da antena mais “fraco” será o sinal da transmissão.
  • Protocolo wi-fi e velocidade:Nada mais é do que a linguagem da comunicação estabelecida entre os dados, o caminho físico e o espaço invisível que estes percorrem. A frequência em que o roteador opera vai interferir na velocidade de transmissão e receptação de dados. O protocolo é transcrito por uma sequência de números e uma letra no final.
  • Firewall: dispositivo de segurança e controle de acessos indesejados.

Existem também alguns aparelhos que limitam a conexão por número de usuários, isso também deve ser observado no ato da compra.

A relação custo benefício deve pesar na hora da compra, nem sempre o aparelho mais caro vai ser o melhor e atender ao perfil de usabilidade do usuário.

Dentre as marcas mais consumidas pelos brasileiros estão: TP-Link, D- Link, Linksys, Asus e NETGEAR.

A categoria de roteador mais moderno e veloz é o Wi-Fi 802.11 ac, que opera a 5GHz. Essa tecnologia permite também transferir dados em gigabits. Os modelos anteriores a esse conseguiam alcançar no máximo 600 Mbps.

 

As marcas e modelos de roteador mais requisitados:

Apple Airport Extreme/ Express:

Apresentam uma grande vantagem pois também podem ser usados com produtos Microsoft, mas se comunicam com maior facilidade com produtos da Apple.

 

 

NETGEAR R6300:

PadrãoWi-Fi 802.11 ac, possui cinco portas LAN e uma WAN Gigabit, velocidade máxima de 1300 Mbps. Permite criação de redes de até 5GHz.

 

Linksys E Series:

Todos os modelos sãopadrões802.11n e sem fio, configuração facilitada, sinal e alcance alto, velocidade de até 450 Mbps. Acompanham software Cisco Connect que tem a possibilidade de oferecer acesso como convidados e permite controle dos pais.

 

TP- Link:

Uma novidade dessa marca é o roteador Wi-fi TLWR702N Nano Multifuncional 150 Mbps.Design compacto, funciona como repetidor de sinal, transforma conexão a cabo em wireless, funciona como adaptador para equipar outros dispositivos, pode ser conectado em Smart TV e cabo ethernet simultaneamente.

O mais vendido dessa mesma marca é o Wireless N300Mbps, TL-WR841N/TL-WR841ND, padrão 802.11n, que possui duas antenas de 5 dBi de potência, alcança 5 vezes mais distância e velocidade que os convencionais 11g e apresenta melhor custo benefício  

 

D-Link DIR 905L:

Esse modelo acompanha duas antenas externas de 5 dBi, sistema de instalação fácil, 5 portas, frequência de operação de 2,4 GHz, dois firewalls ativos proteção SPI e NAT, fácil conexão com todos os equipamentos da rede, dentre outras funcionalidades.



Escrito por Isabella Benarrós